Home / Amor e Sexo  / Cinco fatos curiosos sobre o amor que são comprovados pela ciência

Cinco fatos curiosos sobre o amor que são comprovados pela ciência

Perto dessa data romântica, descubra fatos pouco conhecidos sobre esse sentimento

O amor pode ser um sentimento bastante curioso, tanto que muitas vezes os próprios apaixonados não conseguem explicar a razão pelas quais se interessaram um pelo outro, ou mesmo para a sensação de conforto que surge ao olhar para o par. Já que estamos no dia dos namorados, descubra cinco fatos interessantes e até estranhos sobre amar.

Amar deixa alimentos mais doces
Você já ouviu que a vida é mais doce quando se ama? Acredite, a frase tem seu fundinho de verdade: um estudo realizado pela Radboud University Nijmegen descobriu que até mesmo o sabor da água parece adocicado quando as pessoas consomem pensando no sentimento.

ams2

Relações monogâmicas são comuns no reino animal
Não são apenas os seres humanos que optam por ter um relacionamento amoroso exclusivo até o final da vida. Atualmente, são muitas as espécies conhecidas pela monogamia. Pinguins, cisnes, araras e até baratas estão entre elas.

Corações dos namorados batem juntos
Os corações dos casais que estão juntos há algum tempo tendem a bater no mesmo ritmo. Apesar de os cientistas não saberem ao certo o motivo, ficou claro que é o órgão feminino que faz mudanças para acompanhar o parceiro.

Leva pouco tempo para se interessar por alguém
Tudo bem que o amor é um sentimento construído a partir da convivência, mas a paixão – ou ao menos o interesse – acontece bem rápido: pesquisadores da University Of Pennsylvania descobriram que a maioria das pessoas levam apenas alguns minutos para decidir se querem investir no outro ou não.abb

Estar apaixonada é similar a usar drogas (e pode viciar)

Pesquisadores da Albert Einstein College encontraram evidências de que estar apaixonada faz com que o cérebro produza dopamina e cause a sensação de felicidade intensa. Aliás, a área ativada e a euforia causada por ela é a mesma do uso de drogas recreativas como a cocaína. Além disso, esse estímulo pode ser considerado viciante.

Fonte: daquidali.com.br

Não hà coment;arios

Comentário do Post